Olaf Breuning, uma fotografia e o 180 Creative Camp

Um dos nomes em destaque nesta edição do 180 Creative Camp foi Olaf Breuning, um artista multidisciplinar nascido na Suíça e actualmente baseado em Nova Iorque. Em residência artística no evento, que decorreu de 13 a 20 de Julho em Abrantes, Olaf dedicou a semana criativa a preparar todos os elementos para uma fotografia, que  entretanto finalizou e publicou no seu website. A foto, que mostra oito pessoas pintadas de cinzento, vermelho e branco em frente de uma central eléctrica, já está a circular pelas redes sociais e em publicações da área.

O maior desafio do seu trabalho no 180 Creative Camp, segundo Olaf, foi fazer com que tudo resultasse perfeitamente no instante em que a fotografia foi tirada, momento dependente da eficácia da equipa do 180 Creative Camp (composta pelos participantes e organização do evento) e da contribuição da própria natureza.

Olaf Breuning vai buscar influências em temas como a sexualidade e o humor subtil, baseando-se também nas necessidades simples do ser humano e nos seus momentos mais básicos. Para si, um artista é “alguém que está a tentar digerir o mundo em que vive e que tenta criar a sua própria linguagem pessoal para falar sobre isso,” define.

Para a fotografia no 180 Creative Camp, Olaf procurou corpos “neutros”, que não distraíssem o espectador da imagem. Teve uma semana para trabalhar no conceito (um “luxo”, segundo o artista) e tudo resultou perfeitamente. “O processo correu muito bem, é uma foto para a vida toda e agora é parte da minha família,” conclui o artista.

 

 

Fotografias da sessão fotográfica de Olaf Breuning cedidas por ©Bas Berkhout (Like Knows Like)